Reunião vai discutir aumento da mistura de álcool na gasolina

O governo convocará os empresários do setor sucroalcooleiro para reunião na quarta-feira com objetivo de analisar a perspectiva para o aumento da mistura de álcool anidro na gasolina, hoje em 20%. O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, participará da reunião. Desde que o porcentual passou a vigorar em 1º de fevereiro, ele já havia sinalizado que poderia elevá-lo novamente a partir de maio, assim que o abastecimento de álcool no mercado interno estivesse garantido. Com a redução para 20%, a mistura voltou aos níveis praticados em agosto de 2000. Dados do Departamento de Açúcar e Álcool da Secretaria de Produção e Comercialização do Ministério da Agricultura mostram que em maio de 2001, o percentual da mistura subiu para 22%. Em janeiro de 2002, subiu para 24% e em julho do ano passado, o governo elevou a mistura para 25%. A decisão de reduzir a mistura foi tomada em janeiro, quando os usineiros da Região Centro-Sul comprometeram-se a antecipar a safra de álcool de 1º de maio para final de março ou começo de abril. Com isso, haverá uma oferta adicional de 600 milhões de litros até o final abril, volume que cobre com folga a falta estimada em 400 milhões de litros. Esse déficit era previsto pelo setor caso o governo mantivesse o percentual de adição de 25% na gasolina. A situação do abastecimento de álcool combustível é outro ponto da reunião. Será pedido aos empresários do setor sucroalcooleiro que apresentem um prognóstico para a próxima safra na região Centro-Sul. O governo também discutirá a mistura de álcool anidro no óleo diesel das frotas urbanas de ônibus e o estágio atual das negociações internacionais do açúcar e do álcool. Governo e usineiros também discutirão o programa de estocagem de álcool com garantia em produto para a safra 2003/04. A expectativa é que o governo disponibilize R$ 500 milhões para o programa, recursos já aprovados no Orçamento da União. Técnicos do ministério da Agricultura já indicaram algumas normas do programa, como os preços de referência para estocagem de anidro a R$ 0,55/litro e do hidratado a R$ 0,50/litro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.