Revendedores de gasolina serão fiscalizados para impedir abusos

A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, informou hoje, em audiência pública na Câmara, que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) investigará as distribuidoras e revendedoras de postos de gasolina para identificar se está havendo abuso nas margens de preço, depois do aumento no preço dos combustíveis, nas refinarias.Segundo Dilma, a ANP deverá concluir até o fim desta semana uma pesquisa extraordinária que apontará eventuais distorções no mercado. A ministra disse que onde houver problemas, os fiscais irão aos postos identificar a causa da distorção e em seguida analisarão os outros elos da cadeia pois, segundo a ministra, não se pode responsabilizar de antemão um posto ou distribuidora por eventual problema."Ainda é necessário um período de tempo para termos certeza das movimentações", disse a ministra. Ela ressaltou que essa operação não é um controle de preços, mas um monitoramento das margens de lucro, como ocorreu no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.