Revisão na produção de milho, trigo e soja eleva a estimativa de safra

IBGE projeta safra de 201 milhões de toneladas para este ano, avanço de 4,2% em relação a 2014; já a Conab vê aumento de 4,4%

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo

12 Maio 2015 | 10h17

As estimativas mais favoráveis para as produções de milho de 2ª safra, trigo e soja no mês de abril contribuíram para que a produção de grãos fosse maior no Levantamento Sistemático de Produção Agrícola (LSPA) do mês passado, afirmou Mauro Andreazzi, gerente da Coordenação de Agropecuária do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao todo, o órgão estimou uma safra de 201,0 milhões de toneladas para este ano, avanço de 4,2% em relação ao ano passado.

A principal alteração em relação a março foi na avaliação da produção de milho de 2ª safra, com alta de 1,3% na estimativa. Agora, a expectativa é de que sejam colhidas 45,506 milhões de toneladas de milho de 2ª safra. A despeito disso, a quantidade produzida ainda é 5,5% menor do que no ano passado. "As chuvas prejudicaram o plantio do milho de 2ª safra, o que diminuiu a janela de plantio", explicou Andreazzi.

No caso da soja, a produção deve totalizar 95,610 milhões de toneladas, 10,6% a mais do que em 2014. A estimativa também é 0,9% superior ao verificado em março, graças ao menor impacto de intempéries em Goiás e Mato Grosso do Sul. O Estado de Goiás, principalmente, foi muito prejudicado pelo "veranico de janeiro".

A produção de trigo, por sua vez, deve ser recorde neste ano, totalizando 7,807 milhões de toneladas. Se confirmada, a safra será 26,7% maior do que no ano passado. A estimativa de abril ainda é 1,2% superior à de março, diante da melhora no Paraná (maior produtor) e em Goiás.

Conab. Já o levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta que a safra de grãos 2014/15 deve alcançar 202,23 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 4,4% em comparação com o período anterior (193,62 milhões de t). Em relação à pesquisa do mês passado, observa-se um ganho de 1,54 milhão de toneladas. "Este acréscimo deve-se ao ganho nas produtividades do milho primeira safra, da soja e do trigo, uma vez que neste mês de maio a Conab apresenta a primeira previsão para a safra 2015 das culturas de inverno", informa a estatal.

A previsão de área plantada é de 57,21 milhões de hectares, leve aumento de 0,3% em comparação com a safra 2013/14 (57,06 milhões de hectares). Segundo a Conab, o levantamento atual contempla informações já definidas para as áreas cultivadas com as culturas de verão de primeira e segunda safras. "Para as culturas de inverno, feijão terceira safra e da região Norte/Nordeste, com exceção das áreas de cerrado, o plantio está em andamento, portanto, as áreas ainda não estão definidas", informa a Conab.

O destaque é a cultura de soja, com crescimento de 4,6%, ou seja, 1,4 milhão de hectares sobre a área plantada na safra 2013/14. Com relação ao levantamento anterior, realizado em março, observa-se uma variação de 0,2% decorrente de pequenos ajustes nas áreas de plantio. A safra de soja está estimada em 95,07 milhões de t, aumento de 10,4% em relação à safra anterior (86,12 milhões de t).

Mais conteúdo sobre:
safra 2015IBGErevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.