Revista AE Investimentos apresenta dicas contra crise

Edição de fevereiro da revista AE traz ainda um balanço dos principais erros dos investidores nos últimos meses

da Redação

05 de fevereiro de 2009 | 16h28

O agravamento da crise financeira internacional sobre a economia brasileira aumenta as chances de o cidadão sofrer algum efeito da crise global em vários aspectos da vida financeira. Por isso, o poupador precisa se antecipar a eventuais problemas. "Disciplina será a palavra-chave em 2009, tanto no consumo como nas escolhas de investimento", afirma o consultor financeiro Gustavo Cerbasi. Providências simples e específicas fazem grande diferença para cada frente de atenção do poupador, como investimentos, financiamento imobiliário, emprego e negócio próprio. Uma medida é organizar as finanças na ordem correta de prioridade - primeiro as dívidas, depois as despesas e, por fim, os investimentos. A incerteza no mercado de trabalho exige também reforço das reservas para imprevistos. "A poupança deve ser suficiente para enfrentar ou até mesmo superar 12 meses, porque a espera por recolocação, em períodos de crise, tende a aumentar", diz o especialista em planejamento financeiro Fabiano Calil.   A edição de fevereiro da revista AE Investimentos, nas bancas a partir desta quinta-feira, 5 de fevereiro, apresenta também as vantagens, desvantagens da compra de uma renda vitalícia. Investidores na faixa dos 60 anos que disponham de valores a partir de R$ 300 mil, por exemplo, podem comprar uma renda de mensal de R$ 2 mil para o resto da vida. A compra do benefício tem seus contras, como o preço, e seus prós, como garantir um fluxo estável de renda na aposentadoria.   Outras possibilidades de investimento avaliadas na edição são os CDBs - que, apesar da segurança, podem apresentar rentabilidade abaixo da esperada se mal-utilizados pelo poupador - e os imóveis no litoral, para venda ou aluguel. O leitor encontra também análises e perspectivas para a Bolsa, com destaque para o setor de construção, o mais desvalorizado em 2008; para os fundos, com uma apresentação das tendências para os multimercados; e para o dólar, cuja instabilidade atrapalhou muita gente nos últimos meses.   A edição 25 de AE Investimentos traz ainda um balanço dos principais erros dos investidores nos últimos meses, um roteiro para controle de dívidas e a visão de observadores refinados do cenário, como o ex-banqueiro e historiador econômico americano Charles Morris.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise nos EUAcrise internacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.