Revista diz que GE vai demitir 75 mil; empresa nega

A revista Business Week, na edição com data de 12 de fevereiro, diz que a General Electric planeja demitir 75 mil funcionários ao longo dos próximos dois anos. Um porta-voz da empresa, ouvido pela emissora de televisão CNBC, afirmou que a informação não é verdadeira. De acordo com a Business Week, o corte planejado corresponde a 15% do número de funcionários da GE em todo o mundo. Citando analistas que teriam conversado com executivos da GE, a revista diz que cerca de 50 mil dos funcionários a serem demitidos são da Honeywell, cuja fusão com a General Electric deverá ser concluída nas próximas semanas. A Honeywell tem 120 mil funcionários. Os analistas ouvidos pela Business Week disseram que algo entre 5 mil e 10 mil demissões acontecerão nas divisões de eletrodomésticos, iluminação, plásticos e mídia. Essas seriam as divisões da empresa mais vulneráveis à desaceleração da economia. De acordo com a Dow Jones, há poucas semanas o executivo-chefe da GE, Jack Welch, anunciou que a empresa estava planejando demissões, mas não citou números.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.