RF diz não ter dados sobre novos setores desonerados

O secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, afirmou nesta quinta-feira, 29, que não tem nenhuma informação sobre a inclusão de novos setores na desoneração da folha de pagamento, medida que foi confirmada como permanente pelo governo nesta semana. "A medida já foi confirmada pela presidenta e pela área econômica e são aqueles setores que estavam contemplados. Decisão sobre novos setores é o ministro (Guido Mantega, da Fazenda) que tem de avaliar, mas não temos nenhuma informação a respeito", disse, após participar de evento em são Paulo.

CARLA ARAÚJO, Agencia Estado

29 de maio de 2014 | 13h52

O ministro comentou ainda o pleito do segmento de bebidas frias que pretende fechar um novo modelo de tributação em agosto para evitar que o governo faça um aumento de impostos em setembro. "Esse aumento de setembro foi definido na reunião anterior com o ministro", disse. Segundo Barreto, que participou ontem de um encontro com representantes do segmento, a meta é fechar um novo modelo de tributação em até três meses.

"A reunião de ontem foi realizada para fazer ajustes no modelo e surgiu na discussão uma proposta de aperfeiçoar ou fazer um modelo mais simples de tributação, que não dependesse de pesquisa de preço na ponta do consumo, mas ainda vamos discutir isso", afirmou. Sem dar mais detalhes das propostas do governo, Barreto afirmou que a "administração tem uma visão e vai estudar alternativas e o setor também ficou de apresentar suas propostas".  

O secretário participou nesta manhã, ao lado do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Mauro Borges, do Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços (Enaserv), promovido pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), em São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
desoneraçõesCarlos Alberto Barreto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.