coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

RF: gasto com CDE pode ser coberto com alta de impostos

O secretário adjunto da Receita Federal, Luiz Fernando Teixeira Nunes, disse nesta terça-feira, 25, que o Fisco estuda medidas de aumento de tributos para compensar o gasto adicional de R$ 4 bilhões com a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

RENATA VERÍSSIMO E VICTOR MARTINS, Agencia Estado

25 de março de 2014 | 11h32

"Existe uma série de medidas anunciadas. Há cenários que foram apresentados. Mas a decisão é política de quando serão anunciadas", afirmou. "O ministro (da Fazenda, Guido Mantega) já colocou isso", completou.

Segundo ele, são esses aumentos de impostos que vão garantir um aumento das receitas em torno de R$ 4 bilhões, conforme divulgado na segunda-feira, 24, no relatório de reavaliação de receitas e despesas do primeiro bimestre.

Ele informou que ainda não estão nas estimativas de receitas os efeitos da recolhimento de IRPJ e CSLL das empresas brasileiras multinacionais após a aprovação da Medida Provisória 627, conhecida como MP das Coligadas.

"Está havendo um processo de negociação intensa desde quinta-feira passada. A votação pode ser essa semana. Após essa votação, vamos ter como fazer análise e os possíveis recolhimentos desse ano por força da MP. Eles não foram contabilizados na nossa previsão.

Tudo o que sabemos sobre:
RFarrecadaçãofevereiroIRPJ e CSLL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.