Riachuelo: loja virtual em 2001

A Confecções Guararapes, dona da Riachuelo, pretende inaugurar sua loja eletrônica voltada ao consumidor no começo de 1999. Segundo o diretor de relações com investidores da empresa, Flávio Gurgel Rocha, a companhia já está conversando com alguns portais de Internet para a criação de sua página. "Esse site será destinado à nossa base atual de clientes", ressaltou, explicando que a empresa não quer repetir o erro de outros varejistas.Na opinião dele, muitas empresas do setor lançaram canais físicos e eletrônicos fora de sintonia, que vendiam produtos para usuários diferentes. No caso dos fornecedores, a expectativa é conectar todos às vendas pela web em cinco anos. De acordo com Rocha, atualmente mais de 35% dos fornecedores da rede Riachuelo realizam suas vendas pelo chamado business to business (B2B).Setor de vendas cresceu 60%A companhia deve chegar ao final deste ano com vendas líquidas de R$ 1 bilhão. A receita líquida acumulada até setembro totalizou R$ 452,078 milhões, um acrescimento de 43,10% em relação a igual período de 99. O diretor manteve a projeção de venda de 85 milhões de peças até dezembro, um aumento de 150% na comparação com o ano passado. Rocha disse que a área de vendas da companhia cresceu 60% desde 99. Segundo ele, a entrada em operação de novas unidades atendeu uma demanda já existente. Após a fase de inaugurações, a Guararapes pretende concentrar seus investimentos no que o diretor chama de "retaguarda". O centro de distribuição de Natal (RN) será ampliado e um outro construído em Guarulhos (SP). A companhia prevê investir cerca de US$ 80 milhões em 2001. Outro ponto que contribuiu para a melhora da receita foi o aumento de um milhão no número de titulares do cartão Riachuelo, para cerca de 4 milhões até setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.