carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Rio Grande do Sul defende vacinação até que aftosa esteja controlada

O secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, José Hermeto Hoffmann, defendeu hoje a continuidade da vacinação contra a febre aftosa no Estado até que a doença esteja controlada no continente. "Esta é uma lição do processo", disse Hoffmann, numa referência à reintrodução da doença no Cone Sul e no Estado e a eliminação, confirmada hoje pelo Escritório Internacional de Epizootias (OIE), que restituiu a condição de área livre de aftosa com vacinação ao Circuito Pecuário Sul (RS e SC).A interrupção da vacinação dependerá da capacidade de resposta dos países, disse Hoffmann, defensor da medida desde o começo do ano passado, quando a confirmação da doença nos países vizinhos motivou uma polêmica sobre a necessidade de realizar a imunização.Hoffmann sugeriu ao futuro governador gaúcho, Germano Rigotto (PMDB), que mantenha a entrega gratuita de vacinas contra a aftosa aos pequenos produtores. O secretário disse que a distribuição de 4,5 milhões de doses em cada campanha foi decisiva para atingir os índices pretendidos de cobertura.O Rio Grande do Sul realizou quatro campanhas de vacinação desde junho do ano passado, quando a imunização retornou ao Estado. Na mais recente delas, obteve 98% de cobertura.

Agencia Estado,

27 de novembro de 2002 | 18h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.