finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Rio oferecerá terreno para fornecedores de peças navais

O governo fluminense disponibilizará em seis meses no máximo uma área inicial de 500 mil metros quadrados para a instalação de indústria de peças navais. Essa área poderá ser expandida para até 4 milhões de metros quadrados, conforme o interesse das empresas fornecedoras de navipeças. O terreno fica no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

SERGIO TORRES, Agencia Estado

24 de abril de 2012 | 13h05

A informação é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que informou ainda que será construído um canal de navegação entre a área e a Baía de Guanabara, onde funcionam 19 estaleiros.

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio, Júlio Bueno, revelou que o governo gastará R$ 250 milhões na adequação do terreno em que funcionará o polo. "A expectativa é de que o polo atraia investimentos de R$ 1,5 bilhão e gere cerca de 4 mil empregos diretos a partir de 2013", disse o secretário.

Tudo o que sabemos sobre:
Peças navaisterrenoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.