FABIO MOTTA/ESTAD?O
FABIO MOTTA/ESTAD?O

Rio sofre novo bloqueio nas contas e não paga salários de novembro

Governo estadual teve R$ 128 milhões congelados pelo não pagamento de dívida com a União

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2016 | 22h30

RIO - O governo do Rio informou na noite dessa quarta-feira, 21, que sofreu um novo bloqueio em suas contas, no valor de R$ 128 milhões, pelo não pagamento de dívida com a União, e que, por isso, não pagará mais as duas primeiras parcelas dos salários de novembro dos servidores nos próximos dias 23 e 29, como havia anunciado. Só 59,8% da folha foi honrada, e a possibilidade de pagamento do 13º salário é baixa.

Foram privilegiados servidores ativos da área da educação e ativos e inativos da segurança - policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários -, que receberam até semana passada. Os demais só saberão quando virá a primeira parte do salário de novembro quando o novo calendário for divulgado, o que deve acontecer até a segunda-feira que vem.

Segundo o governo, do último dia 5 até amanhã, o total de valores bloqueados do Tesouro estadual soma R$ 525 milhões, o que seria suficiente para quitar pelo menos um quarto da folha líquida de novembro, que totaliza R$ 2 bilhões. 

A crise financeira do Estado vem de 2014 mas se aprofundou em 2016. O déficit é estimado em R$ 17,5 bilhões. Na sexta-feira, antevéspera do Natal, servidores farão um protesto na porta do Palácio Guanabara, sede do governo, que estão chamando de "Ceia da miséria".

Tudo o que sabemos sobre:
UniãoTesouroNatalPalácio Guanabara

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.