Rio Tinto diz que oferta feita pela rival BHP fracassou

Segundo o presidente da Rio Tinto, proposta de compra de US$ 140 bi em ações não foi suficiente

Reuters, O Estadao de S.Paulo

07 de dezembro de 2007 | 00h00

O presidente-executivo da mineradora anglo-australiana Rio Tinto, Tom Albanese, afirmou ontem que a proposta de aquisição da empresa feita pela rival BHP Billiton, também anglo-australiana, fracassou. A oferta, toda em troca de ações, foi anunciada no início do mês passado e dava à Rio Tinto um valor de cerca de US$ 140 bilhões. Albanese também afirmou que a Rio Tinto recebeu contatos de outros interessados desde que a BHP anunciou seus planos, mas que vai permanecer com sua estratégia de crescimento independente.Uma combinação da BHP, a maior mineradora do mundo por valor de mercado, com a Rio Tinto, a terceira maior do mundo, controlaria boa parte do mercado mundial de minério de ferro e a maior parte do fluxo global de alumínio, carvão, cobre, urânio e diamantes. "Não houve, simplesmente, valor suficiente, então (a oferta) fracassou", disse Albanese à emissora de televisão CNBC.A BHP tornou público sua oferta de troca de três de suas ações por uma ação da Rio Tinto em 8 de novembro, depois que o conselho de administração da Rio Tinto recusou negociações amigáveis para uma fusão. "Eu não quero especular, mas vai ser alto", disse Albanese, quando perguntado sobre que oferta de preço interessaria ao conselho de administração da Rio.Especulação sobre outros possíveis interessados na companhia têm reforçado o valor das operações da companhia, disse o presidente-executivo da mineradora. "Muitas pessoas têm ligado, mas não nos engajamos", disse ele.Uma das especulações do mercado são de que o grupo siderúrgico chinês Baosteel faria uma oferta de US$ 200 bilhões pela Rio Tinto. Na quinta-feira, porém, o presidente da Baosteel, Xu Lejiang, negou as informações . Em reportagem publicada no jornal Shanghai Securities News, Lejiang disse que os rumores de compra são especulações do mercado. "As notícias de que a Baosteel planeja comprar a Rio Tinto são falsas", disse. "A Baosteel não tem atualmente os recursos necessários para fazer uma proposta."A Vale foi outra apontada como uma possível interessada na Rio Tinto. O presidente da Vale, Roger Agnelli, porém, negou qualquer interesse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.