Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Risco Brasil cai a 392 pontos

O risco País - taxa que mede a desconfiança do investidor estrangeiro em relação à capacidade de pagamento da dívida do País - atingiu às 15h40 o patamar de 392 pontos base. O risco Brasil representa o prêmio que os investidores estrangeiros pedem para negociar os títulos da dívida brasileira. O risco em 392 pontos base, por exemplo, significa que o governo paga um prêmio de 3,92 pontos porcentuais acima dos juros dos títulos norte-americanos, considerados sem risco.No acumulado do ano, até o fechamento de ontem, o risco país apresenta queda de 13,6%. Vale lembrar que em 27 de setembro de 2002, no auge da crise de confiança dos investidores estrangeiros, o risco atingiu seu maior nível ao registrar 2.443 pontos, o que significa queda de 83,6% do risco país em relação ao fechamento de ontem.Em Ouro Preto, logo após 27ª reunião do Mercosul, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva demonstrou ter ficado satisfeito com o comportamento do risco País. "Vamos comemorar", disse o presidente ao ser questionado sobre o indicador, mas evitando fazer muitos comentários. Lula, animado com a reunião, disse também que a comunidade sul-americana é uma realidade. Dólar na mínimaA queda do risco Brasil vem acompanhada da forte depreciação do dólar frente ao real. Às 15h48, a moeda norte-americana está no patamar mínimo, negociada a R$ 2,7130, em baixa de 0,95% em relação aos últimos negócios de ontem. Hoje o Banco Central já fez um leilão de compra de dólar, mas não conseguiu reverter a queda da moeda norte-americana.

Agencia Estado,

17 de dezembro de 2004 | 15h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.