bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Risco Brasil dispara e dólar sobe

A taxa de risco Brasil disparou no início da tarde para 1.003 pontos base e os títulos da dívida externa brasileira estão em forte queda no mercado internacional. De acordo com a corretora Lópes León, o C-Bond recua 1,83%, cotado a 73,625 centavos de dólar; e o Brasil-04 cai 2%, cotado a 96,50 centavos de dólar. O dólar comercial opera em alta de 0,59%, cotado a R$ 2,54.Segundo operadores ouvidos pela Agência Estado, os investidores estão vendendo títulos no mercado futuro por causa das perdas com a alta do chamado cupom cambial, que é o juro pago em dólar. O cupom cambial tende a se elevar quanto maior for o risco de desvalorização do real, através do aumento dos juros internos.Segundo a corretora, os investidores estão vendendo os títulos da dívida externa brasileira lastreados em papéis do Tesouro dos Estados Unidosnum ajuste da curva de juros desses papéis à curva interna de juro, depois da manutenção da taxa Selic em 18,5% ao ano. "Além disso, essa movimentação reflete um desconforto do mercado com a dificuldade de o governo colocar títulos longos, como já vem se verificando nos últimos leilões com prazo maior", disse um diretor de tesouraria de um banco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.