Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Risco país da Argentina chega ao nível mais baixo em dez anos

O risco país da Argentina, índice que mede as perspectivas para os títulos da dívida soberana de economias emergentes, alcançou seu nível mais baixo nos últimos dez anos, destaca nesta sexta-feira, 13, a imprensa local. O indicador calculado pelo JP Morgan para a Argentina encerrou a quinta fixado em 301 pontos básicos, dada a alta de 0,54% registrada na jornada para os bônus públicos argentinos.Os jornais econômicos de Buenos Aires atribuíram esta situação ao interesse de investidores estrangeiros em títulos argentinos com maiores rendimentos, o que ocorreu, por sua vez, após a queda da taxa de juros implícita dos bônus americanos.Segundo o analista Rafael Ber, da empresa de consultoria Argentina Research, a tendência positiva experimentada nas últimas semanas "vai se manter", embora de forma "suavizada", dada a redução dos juros internacionais.Em declarações ao jornal "El Cronista", o especialista também previu que entre março e junho de 2007 mais investimentos entrarão na região, já que nesse período os bônus soberanos do Brasil deverão alcançar o "investment grade" (grau de investimento recomendado) após a definição do panorama eleitoral nesse país.

Agencia Estado,

13 de outubro de 2006 | 12h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.