Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Rivais estrangeiros reforçaram presença no País

A Positivo Informática enfrentou uma concorrência mais forte este ano. A mudança do mercado, em que, pela primeira vez, forma vendidos mais notebooks do que computadores de mesa, serviu para dificultar a vida da fabricante brasileira de computadores.

, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2010 | 00h00

Os notebooks têm mais peças importadas, exigem maior capital de giro e, com a competição crescente, oferecem margem de lucro menor. As principais concorrentes da Positivo são as americanas HP e Dell, a chinesa Lenovo, as sul-coreanas Samsung e LG, a japonesa Sony e as brasileiras como a Itautec, CCE e Semp Toshiba.

"Para continuar na liderança do mercado, a Positivo precisa fazer uma reestruturação forte, para se tornar mais eficiente", afirmou um analista, que preferiu não ser identificado. "Isso passa por ajustes na força de trabalho e nas suas linhas de produção."

A Positivo lidera as vendas no mercado brasileiro de PCs por 24 trimestres consecutivos, em unidades vendidas. A concorrente HP diz que já ultrapassou a brasileira em faturamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.