Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

RJ, MS e SP superaram a barreira de um celular por habitante

Anatel informa que base de celulares no País alcançou 161,9 milhões em julho, com 2,308 milhões de novas linhas

Vinícius Pinheiro, da Agência Estado,

19 de agosto de 2009 | 11h28

A base de telefones celulares no País em julho cresceu 1,45% em relação ao mês anterior e alcançou 161,922 milhões, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 19, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As operadoras habilitaram um total de 2,308 milhões de novas linhas no mês passado. Os estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e São Paulo superaram em julho a barreira de um celular por habitante. O índice de teledensidade - que determina o número de telefones em serviço em cada grupo de 100 habitantes - ficou acima de 100 nos três estados. Até então, o Distrito Federal era o único a obter a marca, em maio de 2005. O indicador do País encerrou o mês passado em 84,61 celulares para cada 100 habitantes, segundo a Anatel.

 

De janeiro a julho, 11,280 milhões de celulares entraram em operação, abaixo dos 14,350 milhões do mesmo período de 2008. Apesar da queda, o resultado no acumulado deste ano é o segundo melhor no período de últimos dez anos, conforme os dados da agência.

 

Do total de celulares no País, 81,91% possuem planos pré-pagos e 18,09%, pós-pagos. No comparativo com julho de 2008, houve expansão de 19,65%.

 

Vivo mantém liderança de mercado

A Vivo segue na liderança do mercado brasileiro de telefonia celular, com participação de 29,38% em julho, de acordo com dados divulgados Anatel. A participação das operadoras sofreu poucas alterações no mês passado. A Vivo interrompeu a tendência de perda de mercado e registrou pequena alta de 0,05 ponto porcentual em relação a junho. A Claro, que se mantém na segunda colocação, registrou participação de 25,35%, praticamente estável ante os 25,36% do mês anterior.

 

Em terceiro lugar, a TIM apresentou crescimento de 23,71% para 23,75%, enquanto a Oi deixou de

diminuir a distância em relação às concorrentes em julho. Após vários meses de crescimento, a

participação de mercado da operadora recuou de 21,22% para 21,15% no mês passado.

 

A tecnologia GSM fazia parte de 90,07% dos celulares em julho, de acordo com a Anatel. O total de linhas com tecnologia WCDMA de terceira geração (3G) atingiu 2,010 milhões, ou 1,24% do total, e os terminais de dados (modems) para acesso com velocidade acima de 256 kbps, que também contam com tecnologia 3G, somava 1,983 milhão.

Tudo o que sabemos sobre:
telefonia celularAnatel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.