RJ tem deflação de 0,03% em setembro, aponta IPC

O Índice de Preços ao Consumidor da cidade do Rio de Janeiro (IPC-RJ) teve queda de 0,03% em setembro, segundo informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em agosto, o indicador teve alta de 1,23%. De acordo com a FGV, dos sete grupos que compõem o indicador, dois grupos apresentaram deflações de preços em setembro. Uma delas foi no grupo Alimentação (-1,34%) um dos de maior peso na formação do IPC-RJ. A outra queda foi registrada no grupo Despesas Diversas (-0,03%). Os outros grupos atingiram variações positivas, mas abaixo de 1%. É o caso de Habitação (0,38%); Vestuário (0,96%); Saúde e Cuidados Pessoais (0,56%); Educação, Leitura e Recreação (0,49%); e Transportes (0,42%).Por produtos, foram observadas quedas de preço expressivas em tomate (-1,86%); cebola (-21,48%) e leite tipo de longa vida (-4,10%). Já as mais significativas altas de preço foram apuradas em tarifa de telefone residencial assinatura e pulsos (2,60%); limão (59,61%); e plano de seguro saúde (0,93%). No ano, o indicador acumula alta de 5,15%; em 12 meses, o IPC-RJ tem elevação de 6,89%. O indicador abrange famílias no intervalo de classe de renda de 1 a 33 salários mínimos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.