Roberto Rodrigues vistoria ações contra aftosa no MS

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, viajou hoje de manhã para o Mato Grosso do Sul onde foram detectados casos de febre aftosa. Segundo informou Rodrigues à Agência Estado, ele vai vistoriar as ações de isolamento da área onde fica a fazenda onde apareceram os animais contaminados. Rodrigues não sabe se visitará a fazenda Vezozzo, onde estava o gado infectado, pois, por determinação dele mesmo, a entrada na área só está permitida para os técnicos que analisam a situação. "Farei a verificação dos procedimentos de isolamento da área feitos pelo pessoal do ministério, mas não sei se entrarei na fazenda", disse Rodrigues no único comentário feito antes de viajar.Ontem, União Européia, Rússia, África do Sul, Israel e Chile anunciaram bloqueios total ou parcial à carne brasileira por conta do aparecimento da febre aftosa no Mato Grosso do Sul. O aparecimento da doença significa um golpe forte no mercado pecuarista brasileiro, sobretudo nas exportações, onde o Brasil ocupa atualmente a posição de maior fornecedor mundial.O problema acentuou a insatisfação já manifestada do ministro Roberto Rodrigues com a área econômica do governo, que estaria segurando a liberação de recursos para vigilância sanitária. Segundo uma fonte, o ministro, em conversas reservadas no ministério ou com pecuaristas, já há algum tempo vinha alertando para o risco de reaparecimento de aftosa devido à falta de verbas para vigilância sanitária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.