EFE
EFE

coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Robô macaco alemão poderá ser usado em missões espaciais

Equipamento move-se com estabilidade mesmo em superfícies irregulares a uma velocidade de até 40 centímetros por segundo

Economia & Negócios,

13 de março de 2014 | 16h07

HANNOVER - Um macaco robô construído pelo Centro Alemão de Inteligência Artificial de Bremen foi apresentado nesta quinta-feira, 14, na  feira de tecnologia da informação e da comunicação de Hannover (CeBIT), na Alemanha.

O centro utilizou chimpanzés como modelo no desenvolvimento do robô chamado Charlie, que tem 70 centímetros de comprimento e pode mover-se ereto sobre duas ou quatro pernas.

Como os macacos de verdade, o robô tem os braços mais longos do que as pernas. Ele pode mover-se a uma velocidade de 40 centímetros por segundo.

Mas, o que faz com que Charlie um robô especial é o fato de que ele é ideal para missões sensíveis em condições extremas. O robô macaco tem habilidades e move-se com total estabilidade.

Ele pode caminhar por superfícies irregulares, o que permite que ele possa, por exemplo, entrar em crateras como as que existem na superfície lunar.

 

Estabilidade. Os pés do robô são equipados com 60 sensores cada um, para que eles possam sentir a superfície. Como isso ele pode ajustar seus passos ou redirecionar o movimento.

Uma 'espinha inteligente' ajuda no equilíbrio e evita tombos. Sensores de obstáculos ajudam a evitar colisões.

O robô custou US$ 4 milhões (US$ 9,4 milhões). Por enquanto, ele é o único membro de sua espécie, e ainda aguarda aperfeiçoamentos para enfrentar sua primeira missão espacial. Com agências internacionais.

Tudo o que sabemos sobre:
robótica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.