Robôs gigantes mostram importância dos insetos na natureza

Estudo de animação dos Estados Unidos cria monstros para exposição em zoológico inglês

12 de julho de 2013 | 17h08

SÃO PAULO - Insetos robóticos gigantes, incluindo um escorpião de 7,3 metros e uma tarântula de 10 metros, além de uma joaninha da altura de um homem, fazem parte de uma exposição criada por um estúdio de animação dos Estados Unidos para o Zoológico de Chester, ao Norte da Inglaterra, para ensinar noções de meio ambiente às crianças.

A exposição ao ar livre abre neste sábado, 13, e vai até setembro.O diretor do Zoo explicou que muitos trabalhos de conservação no mundo inteiro procuram proteger a natureza, mas acrescentou que ainda existem muitas dúvidas sobre como vivem os insetos.

 

Debatendo propostas de ampliar o debate sobre o tema, surgiu a ideia de utilizar o que existe de mais moderno e acessível no mundo da tecnologia para criar robôs gigantes que pudessem mostrar a grande importância dos pequenos insetos. 

"As pessoas não pensam sobre a vida dos insetos e esquecem como eles são importantes", disse. "Os robôs gigantes foram projetados para chamar a atenção e sensibilizar especialmente as crianças para a sua importância na cadeia alimentar da natureza".

Tudo o que sabemos sobre:
insetosmeio ambientezoológico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.