carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Rodoanel incentiva investimentos na região de Barueri

O Shopping Tamboré está investindo R$ 15 milhões em um projeto de expansão que elevará o total de lojas de 140 para 200. A área bruta locável deve crescer cerca de 50%, passando de 30 mil metros quadrados para 43 mil. Na ampliação, a segunda desde sua abertura, em 1992, o shopping ganhará mais três âncoras: a C&A, que abrirá sua primeira loja na região, a Preçolândia e a academia Bio Ritmo, que se juntarão ao Carrefour, Cinemark e C&C (materiais de construção), já em operação. Além disso, serão construídos dois hotéis, que terão acesso pelo shopping, com as bandeiras Ibis e Formule 1, da rede Accor.De acordo com o superintendente do shopping, Luiz Otávio Vieira de Souza, a construção do Rodoanel irá ampliar a área de abrangência do empreendimento, que passará a atender também outros municípios, como Cotia e Cajamar. Atualmente, o shopping recebe os consumidores de toda a região de Barueri, incluídos aí os condomínios Tamboré, Alphaville e Aldeia da Serra, além dos municípios de Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Jandira, Itapevi e uma parte de Osasco. A obra viária, que passa a cerca de 2 quilômetros do local, deve compensar, parcialmente, a perda de movimento registrada com o fechamento de alguns acessos ao município pela Castelo Branco, de acordo com Vieira. Atualmente, os acessos ao empreendimento ? para quem está na rodovia - são apenas pela pista pedagiada. A expectativa da Tamboré S/A, responsável pela obra, é de que, com a expansão, o movimento atual de cerca de 30 mil pessoas por dia possa crescer em média 30%. O terreno total, de 160 mil metros quadrados, comporta ainda novas ampliações. Atualmente, o shopping e as âncoras ocupam 60% da área. As reformas devem estar concluídas em meados do ano que vem. HotéisO Rodoanel foi fundamental também para a decisão de construtora Setim e da rede Accor de instalar os dois hotéis na região. Os empreendimentos serão unidos por uma recepção única, mas as demais atividades serão separadas. Eles ficarão literalmente sobre o shopping, com acesso pelos mesmos elevadores. O diretor comercial da Setim, Guilherme França, avalia que há demanda na região para as duas bandeiras. O Formule 1 terá 207 apartamentos e o Ibis, 144. As diárias devem ficar em torno de R$ 55 e R$ 75, respectivamente. Além do turista de passagem por São Paulo, o hotel atenderá também funcionários e prestadores de serviços de empresas com escritórios na região, como a C&A, HP, McDonald´s. França acredita que, para os segmentos econômico e supereconômico de hotelaria, o mercado ainda não está saturado, ao contrário do ramo de hotéis mais luxuosos e flats. Ele cita o exemplo do Formule 1 em operação há um ano no bairro do Paraíso, em São Paulo. A ocupação ali, cuja diária é de R$ 55,00, chega a 100% em alguns dias. Os hotéis de Tamboré, que devem ficar prontos em 2005, já estão com a quase totalidade de suas unidades negociadas, embora o lançamento tenha ocorrido há apenas 60 dias. As cotas custam R$ 55 mil (Formule 1) e R$ 75 mil (Ibis). O investimento total somará R$ 20 milhões.Leia mais sobre o setor de Construção Civil e de Comércio e Serviços no AE Setorial, o serviço da Agência Estado voltado para o segmento empresarial.

Agencia Estado,

19 de novembro de 2002 | 14h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.