Flávia Ramos Só
Flávia Ramos Só

Rodovia no RS tem cratera de um metro

Trechos pavimentados da RSC-101, entre Palmares do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre, e Tavares, no litoral sul gaúcho, mais parecem a superfície lunar. A rodovia, uma das piores do Estado, já foi chamada um dia de “Estrada do Inferno” antes de ganhar asfalto.

Lucas Azevedo / ESPECIAL PARA O ESTADO / PORTO ALEGRE, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2016 | 17h26

Mas, mesmo depois da pavimentação e sinalização, crateras de mais de um metro de diâmetro e até 30 centímetros de profundidade causam transtornos aos motoristas. Ainda mais por se tratar de uma rodovia importante, que escoa a produção que embarca e desembarca no Porto de Rio Grande.

“A situação da estrada encarece o frete, que é cobrado a mais porque os caminhoneiros têm de andar devagar. Onde poderia se fazer duas ou três viagens por dia, acaba se fazendo apenas uma”, relata o produtor rural Matheus Terra Colares. “O frete sobe por causa da manutenção do caminhão. Tudo isso a gente acaba pagando.”

Tudo o que sabemos sobre:
Palmares do SulPorto Alegre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.