Rodrigues afirma que buscará outros países para o G-20

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, considerou "muito chato e muito desagradável" a saída da Costa Rica e o iminente desligamento da Guatemala do G-20, grupo de países exportadores agrícolas que luta pelo fim de subsídios agrícolas dos países ricos e que tem o Brasil como um dos líderes. "Vamos ver o que a gente consegue fazer pra recompor esse quadro. Vamos tentar ampliar o G-20 com outros países que compensem a saída destes, que seguramente receberam pressões muito fortes para tomarem essa decisão", afirmou o ministro. Além de bons mercados agrícolas, o ministro considerou que a saída de países do G-20 é "uma perda política" para o grupo. "É uma pena, mas vamos continuar negociando", disse. Rodrigues despacha na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), em Piracicaba (SP), desde ontem. Ele permanece na cidade até amanhã, quando acaba a 46a Semana Luiz de Queiroz, série de eventos em comemoração ao dia do Engenheiro Agrônomo, comemorado neste sábado. Hoje pela manhã, Rodrigues reuniu com a diretoria da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e fez uma palestra sobre o tema "O Cooperativismo para o Agronegócio". A agenda do ministro prevê ainda audiências com produtores rurais, pesquisadores e políticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.