Rodrigues dá canja em reunião da cúpula do Mercosul

A reunião de cúpula do Mercosul teve um momento bastante descontraído, com uma "canja" do ministro-cantor, Roberto Rodrigues, da Agricultura. Depois do jantar em que foi servido surubim, os integrantes de um conjunto de guarânias convidaram os presentes para um karaokê de músicas regionais. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, imediatamente, fez um sinal para que Rodrigues, que já gravou até um CD, se apresentasse para cantar.O ministro resistiu, mas ante a determinação do chefe, pegou o microfone para a apresentação. Ela foi considerada um sucesso pela comitiva brasileira, que aplaudiu efusivamente o show. Rodrigues cantou a guarânia intitulada "Saudades", de autoria de Mário Palmério, que foi embaixador do Brasil no Paraguai, na década de 60.Lula, que estava entre o presidente eleito do Paraguai, Nicanor Duarte, e o boliviano, Gonzalo Sanchez de Lozada, acompanhou com as mãos a apresentação do ministro-cantor tendo como fundo uma harpa paraguaia. Mas o show não ficou só a cargo de Rodrigues. O ministro da Defesa do Paraguai e um dos ministros da comitiva argentina também se apresentaram. O show dos ministros acabou prolongando o jantar de abertura da cúpula do Mercosul e fazendo com que os presidentes deixassem o salão do Yacht y Golf Club Paraguayo bem mais tarde do que o previsto, por volta da meia-noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.