Rodrigues propõe a Lula redução do ICMS sobre o álcool

O governo federal conversará com os governadores para tentar a redução do ICMS incidente na comercialização de álcool, a exemplo do que foi feito pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que reduziu a alíquota do imposto de 25% para 12%. O assunto foi tratado hoje pelo ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, em reunião no Palácio do Planalto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros da Fazenda, Antônio Palocci, e da Casa Civil , José Dirceu. Segundo Rodrigues, o argumento do governo federal será o de que a alíquota menor aumentou a arrecadação em São Paulo. O ministro solicitou a área econômica que os R$ 500 milhões previstos no orçamento para estocagem do álcool sejam liberados em abril ou maio, como forma de evitar queda de preços durante o período de safra. "No ano passado, os recursos foram liberados muito tarde. O dinheiro ficou disponível em outubro", disse Rodrigues, lembrando que a proposta está sendo analisada pelo ministro Palocci. Quanto à polêmica em relação ao ministro do Planejamento, Guido Mantega, Rodrigues garantiu que não chamou seu colega de vagabundo.

Agencia Estado,

25 Março 2004 | 17h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.