Royal Bank of Scotland planeja eliminar mais 500 empregos

Banco já eliminou 27 mil empregos desde o anúncio de um plano de reestruturação no início de 2009

Reuters,

28 de setembro de 2010 | 09h57

O Royal Bank of Scotland planeja eliminar cerca de 500 empregos em sua unidade de banco de investimento, afirmou nesta terça-feira uma fonte próxima ao assunto.

Com a mais recente rodada de cortes de postos de trabalho, o RBS - parcialmente nacionalizado durante a crise mundial - terá eliminado 27 mil empregos desde o anúncio de um plano de reestruturação no início de 2009. Atualmente, o banco emprega perto de 160 mil pessoas.

O presidente-executivo do RBS, Stephen Hester, disse nesta terça-feira que a instituição busca reduzir custos para menos de 50% dos proventos, ante 56,8% no segundo trimestre. Isso, juntamente com recuperação das margens e aumento do lucro, levará a uma retomada do ganho operacional, segundo ele.

"Estamos em transição para reconstruir uma série de coisas que nos enfraqueceram", disse o executivo em uma conferência.

No início deste mês, o RBS anunciou o corte de 3.500 postos de trabalho em unidades administrativas em toda a Grã-Bretanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.