Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

RS critica Argentina por zerar imposto para cota de farinha

O secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, Quintiliano Vieira, criticou nesta terça-feira a decisão da Argentina de zerar a tarifa de exportação para uma cota de 2 milhões de toneladas de farinha de trigo e manter em 20% o imposto para a venda do grão. "Assim o produto importado do país vizinho custará metade do similar nacional, o que vai sufocar o triticultor, especialmente do Rio Grande do Sul", avaliou. Para o secretário, desta forma a farinha argentina passará a pressionar os preços no mercado brasileiro. Quintiliano pediu ao Ministério da Agricultura controle da fronteira na fiscalização fitossanitária e pesagem dos produtos importados. A farinha de trigo tinha alíquota de 10% nas exportações argentinas. O Rio Grande do Sul é o segundo produtor nacional de trigo, atrás do Paraná.

Agencia Estado,

24 de outubro de 2006 | 19h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.