RS: Petrobras deve ativar termelétrica em junho

A Petrobras pretende ativar em junho a Usina Termelétrica Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre (RS). A geradora será a segunda no Estado movida a gás, depois da Usina Termelétrica Uruguaiana, da norte-americana AES, localizada na fronteira oeste. A unidade da AES entrou em operação em dezembro de 2000 e utiliza gás argentino. A termelétrica da Petrobras será abastecida, na primeira fase, com combustível boliviano, transportado pelo gasoduto Bolívia-Brasil. "A usina está programada para partir em junho", informou hoje o gerente geral de implementação, Édio Rodenheber.A expectativa era colocar a termelétrica em funcionamento em março, mas o processo de licença ambiental alterou a previsão. O contrato para a construção foi assinado em fevereiro de 2001 e a licença de instalação, segunda etapa do processo ambiental, saiu em setembro do ano passado, lembrou Rodenheber.O projeto original da Usina Termelétrica Canoas prevê a disponibilidade total de 500 MW, com duas turbinas a gás e uma a vapor. A primeira fase, com potência disponível de 160 MW, ficou pronta em oito meses, num investimento de US$ 70 milhões. Nesta etapa, a usina receberá 1,1 milhão de metros cúbicos de gás por dia. A unidade está passando por testes "a frio", ou seja, sem a operação da turbina, explicou Rodenheber.Depois do dia 15 de junho, a intenção é começar os testes "a quente", quando a usina passará efetivamente a gerar energia. Depois de acionada a turbina, se os testes forem favoráveis a termelétrica poderá ser colocada em operação comercial em uma semana, disse Rodenheber.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.