Ruarte, do FMI, diz que queda dos juros é ?apropriada?

O chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) Jorge Marquez-Ruarte, disse hoje, ao chegar ao prédio do Ministério da Fazenda para uma nova rodada de reuniões, que a inflação no Brasil está "sob controle" e que é apropriado que as taxas de juros continuem caindo. Segundo Ruarte, isso vai ajudar a fortalecer o crescimento da economia brasileira. "Há sinais de que a recessão no Brasil acabou. Entramos em um período de crescimento", disse o chefe da missão do FMI, acrescentando esperar que esse crescimento seja mais forte em 2004. Apesar do cenário positivo, Ruarte ponderou que é importante o governo prosseguir com políticas "muito prudentes" na área macroeconômica, em especial as políticas fiscal e monetária. "É apropriado que os juros estejam caindo, mas é necessário ter cuidado e seguir vigiando o que se passa com a inflação para se tomar as medidas apropriadas a cada momento", afirmou. Ele também comentou que a situação econômica do Brasil hoje é bem melhor que a do ano pasasdo, lembrando que o País superou uma crise "muito grande". Ele comentou ainda que as políticas do FMI em geral devem ser encaradas como parcerias para o crescimento, e lembrou nesse sentido que a própria retomada da atividade em curso é resultado das políticas responsáveis na área econômica adotadas pelo governo. Leia também:Para Copom, há espaço para quedas adicionais da Selic

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.