Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

R.Unido e China anunciam acordos financeiro

O Reino Unido e a China anunciaram hoje novos acordos nos setores financeiro e de energia, que incluem a permissão para que britânicos invistam até 80 bilhões de yuans (US$ 13,1 bilhões) na segunda maior economia do mundo e um compromisso de cooperação em energia nuclear.

AE, Agencia Estado

15 de outubro de 2013 | 09h14

Em comunicado, o governo britânico disse que os investimentos poderão ser feitos por meio de um programa chinês conhecido como Investidores Institucionais Estrangeiros Qualificados em Renminbi (RQFII, na sigla em inglês). O programa permite a investidores de outros países usar o yuan para investimentos na China e faz parte dos esforços de Pequim para reduzir gradualmente seus controles de capital e de câmbio.

Ainda segundo o comunicado, publicado no site do governo, os dois países vão discutir a possibilidade de permitir que bancos chineses administrem operações de atacado por meio de filiais em Londres.

Os dois governos também concordaram cooperar em projetos de energia, "incluindo o uso de materiais nucleares e solares", de acordo com a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.

Os acordos foram anunciados durante uma visita de cinco dias à China do primeiro-ministro britânico, George Osborne. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
reino unidochinaacordos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.