Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Russa Gazprom retoma fornecimento de gás para Europa

A estatal russa OAO Gazprom retomou nesta terça-feira o fornecimento de gás para a Europa via Ucrânia. Tanto a estatal ucraniana Naftogaz quanto a União Europeia confirmaram a informação. "Nossos monitores informaram que o gás está fluindo normalmente", disse o presidente da UE, Jose Manuel Barroso. Um porta-voz da Gazprom disse mais cedo que levará dois dias até que o fornecimento esteja totalmente restabelecido.A Rússia interrompeu parcialmente a oferta de gás para a Ucrânia no dia 1º de janeiro por causa de uma discordância quanto a preços e prazos de pagamento. Uma semana depois, Moscou suspendeu o fornecimento do combustível para a Europa acusando a Ucrânia de estar roubando o gás que era destinado ao continente.A crise prejudicou principalmente os países do leste europeu, que em meio ao inverno rigoroso ficaram sem energia até mesmo para as atividades diárias. A UE confirmou o restabelecimento da oferta, mas o ministro da indústria da República Checa, Martin Riman, disse que ficará satisfeito apenas após três ou quatro dias de fornecimento ininterrupto. A UE importa da Rússia 25% do gás de que precisa e, deste total, 80% são fornecidos via Ucrânia.O acordo que deu fim à disputa prevê que a Ucrânia terá 20% de desconto no gás fornecido pela Rússia neste ano. Em 2010 o país voltará a pagar o preço de mercado. Em troca, a Gazprom continuará a pagar US$ 1,7 pelo transporte de mil metros cúbicos de gás a cada cem quilômetros, o mesmo preço do ano passado. O acordo será válido por dez anos. As informações são da Dow Jones.

ANA CONCEIÇÃO, Agencia Estado

20 de janeiro de 2009 | 10h52

Tudo o que sabemos sobre:
gásRússiaEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.