Rússia e Chile suspendem importação de carne do Brasil

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul (Famasul), Leôncio de Souza Brito Filho, informou hoje que o Chile e a Rússia suspenderam as compras de carnes do Brasil. A medida refere-se à carne bovina, suína e de frango do Mato Grosso do Sul, onde foi registrado foco de febre aftosa. A produção dos demais Estados não sofreu qualquer embargo por parte do país.De acordo com fonte do governo russo no porto de Itajaí (SC), que é o principal ponto de saída de cargas para Moscou, os lotes que estão nos portos não poderão ser embarcados.A suspensão é reflexo do foco de febre aftosa confirmado no município de Eldorado, na região sul do Mato Grosso do Sul. "Esta é uma medida normal, num caso como este", disse ele. Brito acredita que o embargo será revisto no curto prazo, com o envio de informações sobre o controle do fogo na região.O Ministério da Agricultura não confirmou a informação até o momento. Há rumores de que a África do Sul e Israel teriam também suspendido as compras. Entre estes quatro países, o principal mercado é a Rússia.Reunião marcadaDe acordo com informações do presidente da Famasul, os representantes do governo do Mato Grosso do Sul e da iniciativa privada terão uma audiência com o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, nesta quinta-feira, dia 13, às 11h30, em Brasília. Segundo ele, o objetivo da reunião é discutir o que pode ser feito pelos pecuaristas locais. Amanhã, veterinários do Centro Panamericano de Febre Aftosa (Panaftosa) e do Ministério da Agricultura visitam a região de Eldorado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.