Rússia impulsiona ajuda estatal a bancos e empresas conforme crise se aprofunda

A Rússia anunciou auxílios estatais para um grande projeto de energia nesta quarta-feira, parte de uma investida para dar suporte a empresas estratégicas e reforçar a crença pública em seu sistema bancário em meio a uma crise econômica aprofundada por sanções ocidentais.

REUTERS

31 Dezembro 2014 | 15h59

O governo disse ter alocado 150 bilhões de rublos (2,5 bilhões de dólares) para apoiar o projeto Yamal, de gás natural liquefeito no Ártico russo, levando o total dos auxílios estatais prometidos para empresas nos últimos dias para mais de 5 bilhões de dólares.

Além da ajuda para Yamal - que é controlado pela empresa Novatek , mas também tem acionistas ocidentais e chineses -, a Rússia anunciou apoio ao transporte ferroviário estatal e a dois bancos: o VTB , segundo maior do país, e o Gazprombank .

A Rússia está caminhando para uma recessão conforme o preço internacional do petróleo, seu principal produto de exportação, despenca e diante de uma perda pelo rublo de mais 40 por cento em relação ao dólar em 2014.

Ao mesmo tempo, as sanções impostas pela União Europeia e os Estados Unidos em função do papel de Moscou na Ucrânia têm efetivamente bloqueado o acesso das empresas russas aos mercados globais de capitais.

Na terça-feira, o governo aumentou o capital do VTB em 100 bilhões de rublos e comprou 40 bilhões de rublos em ações preferenciais do Gazprombank.

(Por Alexander Winning)

Mais conteúdo sobre:
MACRORUSSIAAJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.