Rússia inicia extração na maior mina de diamantes da Europa

A Rússia começou a extração industrial na maior mina de diamantes da Europa, no noroeste russo, informou nesta terça-feira a empresa Severalmaz, proprietária da mina. A unidade poderá tirar um milhão de toneladas do mineral por ano.Em 2009, quando a segunda etapa da indústria for executada, processará pelo menos 5,6 milhões de toneladas por ano, disse um porta-voz da Severalmaz à agência Itar-Tass. Com um investimento de US$ 344 milhões, a unidade deve processar diamantes em um valor de US$ 200 milhões por ano.O diamante será extraído da mina Lomonosov, que recebeu esse nome em homenagem ao famoso cientista russo do século XVIII. A mina Lomonosov fica a 100 quilômetros ao sudeste da cidade de Arjanguelsk e, segundo as prospecções de especialistas, 60%das pedras podem ser usadas na joalheria.Descoberta em 1980, a mina é formada por seis chaminés de kimberlito, a rocha matriz do diamante, e suas reservas de pedraspreciosas foram calculadas em US$ 12 bilhões.A Severalmaz é uma empresa com capital misto subsidiária do consórcio Alrosa, que tem o monopólio da extração bruta e venda dosdiamantes russos no mercado mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.