Rússia planeja concluir negociações para OMC em 2010

O primeiro vice-primeiro-ministro da Rússia, Igor Shuvalov, disse que o país pretende finalizar as negociações para aderir à Organização Mundial do Comércio (OMC) no próximo ano, embora permaneçam vários obstáculos. "Nós gostaríamos de finalizar nossa adesão", disse Shuvalov em um chá na residência do embaixador russo nos Estados Unidos, após uma reunião com o representante para comércio externo dos EUA, Ron Kirk. "Não é fácil. Nós estamos fazendo isso há 16 anos".

ANDRÉ LACHINI, Agencia Estado

21 de setembro de 2009 | 18h23

Entre as complicações, a Rússia negocia não apenas para si própria. O país desejar aderir à OMC ao mesmo tempo em que dois parceiros comerciais em uma união aduaneira, o Casaquistão e a Bielo-Rússia, embora os dois tenham economias menos desenvolvidas que a russa. A respeito da Bielo-Rússia, ele disse que "eles estão prontos a modificar a legislação e as barreiras tarifárias; eles estão prontos para compromissos".

Entre as questões mais fortes que permanecem em discussão com os EUA sobre a OMC, ele disse, estão os níveis permitidos de subsídios para as empresas estatais russas; um processo de apelação para derrubar proibições russas à importação de carne de porco e de vitela; acordos difíceis de propriedade intelectual; e a redução das barreiras russas à importação de equipamentos de criptografia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
comércio exteriorRússiaOMC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.