Rússia pode ter suspendido embargo à carne do Mato Grosso

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) confirmou nesta quarta-feira que a Rússia suspendeu o embargo contra a importação de carne bovina e suína do Mato Grosso. A liberação ocorreu logo depois que a missão de veterinários russos visitou as instalações de produção do Estado, neste mesmo dia. O diretor-executivo da entidade, Antonio Camardelli, afirma ter recebido a informação de importadores russos. A Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura informou, porém, ainda não ter sido notificada. O superintendente federal de agricultura no Estado, Paulo Antônio da Costa Bilégo, disse que soube extra-oficialmente que o embargo tinha sido suspenso, mas não conseguiu confirmar a informação com o ministério em Brasília.Camardelli acredita que a decisão pelo fim do embargo decorre da grande necessidade de carne daquele mercado neste momento. Segundo ele, os embarques do Estado estarão liberados a partir do dia 10 deste mês e poderão ser exportadas carnes produzidas a partir do dia 1º de julho. A Rússia habilitou 15 frigoríficos do Estado, aumentando para 27 as unidades que podem exportar carne bovina para o país. Os outros frigoríficos estão em Rondônia (2), Tocantins (2), Espírito Santo (1) e Rio Grande do Sul (7). Nas contas da Abiec, o Mato Grosso poderá exportar cerca de 30 mil toneladas de carne por mês à Rússia. Em julho o Brasil vendeu 220,6 mil toneladas de carne bovina ao mercado externo, das quais 39,2 mil toneladas foram para aquele país. De janeiro a julho deste ano, a Rússia aparece como o principal destino de carne in natura do Brasil, com um rendimento de US$ 251 milhões em receita e 171 mil toneladas em volume.Este texto foi atualizado às 15h05.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.