Rússia prevê que recuperação econômica ainda demora

Queda do PIB russo - com grande participação do petróleo - foi de 9,8% entre janeiro e abril

Efe,

04 de junho de 2009 | 04h34

A ministra de Desenvolvimento Econômico da Rússia, Elvira Nabiúlina, afirmou que a recuperação da economia do país começará "não antes do fim deste ano ou o começo do próximo", em entrevista publicada nesta quinta-feira, 4, pelo jornal de negócios Vedomosti.

 

"Atualmente as estatísticas não são positivas: no primeiro trimestre a queda (do Produto Interno Bruto, PIB) foi de 9,5%, e entre janeiro e abril de 9,8 %", admitiu.

 

Nabiúlina acrescentou que, apesar de observar sintomas de que a contração da economia russa continua, esta já não é no mesmo ritmo dos meses anteriores.

 

A ministra ressaltou que não há uma compreensão clara de que as tendências positivas que atualmente se observam na economia mundial tenham caráter durável. "Subsistem os riscos para a economia mundial, da qual dependemos", acrescentou.

 

O Ministério de Desenvolvimento Econômico, que inicialmente tinha calculado para este ano uma queda do PIB de 2%, corrigiu suas previsões e previu que em 2009 a economia cairá entre 6% e 8%.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaPIBcontração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.