bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Russo paga US$ 1,5 milhão para ir ao espaço com Leonardo DiCaprio

Ator terá de parar de fumar antes de embarcar no voo espacial com empresário que venceu leilão beneficente

27 de maio de 2013 | 11h50

SÃO PAULO -  Empresário russo Vasily Klyukin, de 37 anos, pagou US$ 1,5 milhão para voar para o espaço acompanhado do ator Leonardo DiCaprio, informou o jornal russo Pravda.

O bilhete para o voo foi vendido em leilão beneficente realizado no sábado, 24, durante o Festival de Cinema de Cannes.

DiCaprio e Klyukin voarão para o espaço a bordo de uma nave espacial suborbital construída pela Virgin Galactic, que planeja tornar-se agente de viagens espaciais.

Antes do voo, o ator vai ter que parar de fumar. A data do voo ainda será confirmada.

A empresa Virgin Galactic é um dos negócios do excêntrico bilionário inglês Richard Branson, famoso por jogadas de marketing na qual ele é quase sempre o protagonista.

Em maio ele vestiu-se de aeromoça com o uniforme vermelho da companhia AirAsia e serviu os passageiros em um voo de Perth, na Austrália, para Kuala Lupur, na Malásia, para pagar uma aposta perdida para dono da companhia aérea. No voo, diante dos fotógrafos, ele jogou uma bandeja com copos de suco sobre o amigo. 

A Virgin Galactic prevê investimentos de cerca de US$ 400 milhões para reduzir o custo da tecnologia de lançamento de foguetes e viabilizar voos turísticos para o espaço.

A empresa inaugurou em outubro de 2011 um aeroporto para fazer os lançamentos ao espaço no deserto do Novo México, nos Estados Unidos. Os voos são a uma altitude de 100 quilômetros acima da Terra.

No fim de abril a nave de passageiros Virgin Galactic fez seu primeiro teste de motor em voo. "Foi um passo fundamental para o início do serviço comercial dentro aproximadamente um ano", disse o proprietário da Virgin, Richard Branson.

A SpaceShipTwo (SS2) ligou o motor pouco depois de se soltar de um avião, que a transportou até uma altitude de 14.000 metros acima do deserto de Mojave, na Califórnia.

Em apenas 16 segundos, a nave foi impulsionada a 1,2 vez a velocidade do som. Mais de 500 pessoas já reservaram um bilhete para o voo espacial turístico com duração de alguns minutos, pagando antecipadamente o bilhete no valor de R$ 200 mil (cerca de R$ 400 mil).

A nave tem dois pilotos e transporta seis passageiros. Branson e seus filhos pretendem ser os primeiros da fila.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.