Sabesp deve investir R$ 2,775 bi até 2006

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) planeja investir R$ 2,775 bilhões no período de 2002 a 2006. Entre 1995 e 2001, foram injetados R$ 5,351 bilhões. Somente em 2002, a companhia pretende aplicar R$ 583 milhões, volume inferior ao do ano passado, quando foram gastos R$ 719 milhões. Segundo o presidente da Sabesp, Ariovaldo Carmingnani, cerca de 60% dos recursos irão para coleta e tratamento de esgoto. O restante será aplicado em abastecimento de água.Carmingnani estima que os investimentos com capital próprio representem R$ 300 milhões neste ano. A outra parte será captada da Caixa Econômica Federal, do BNDES, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), entre outros. O executivo disse ainda que os investimentos programados para 2002 não contemplam empréstimos em negociação com o governo japonês e que podem ser fechados no segundo semestre.Fluxo de caixaOs investimentos gerarão desembolsos do fluxo de caixa de R$ 3,5 bilhões entre 2001 e 2006. O montante é maior do que o investimento programado para o período de 2002 a 2006 porque, além de contemplar o ano de 2001, envolve também o pagamento de obras em curso. Dos desembolsos programados, a execução de obras deverá receber R$ 2,366 bilhões. A compra de materiais e equipamentos ficará com R$ 585 milhões. O desenvolvimento de novos projetos, com R$ 454 milhões e outras iniciativas, com R$ 90 milhões.Como comparação, Carmingnani citou que entre 1995 e 2000, o fluxo de caixa realizado somou R$ 3,72 bilhões, sendo que as obras absorveram 67% da quantia. O presidente da Sabesp participou hoje de palestra sobre os planos de investimento da companhia no Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado de São Paulo (Sinicesp).

Agencia Estado,

19 de março de 2002 | 14h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.