Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Sabesp e Nossa Caixa no Novo Mercado

A Secretaria de Economia e Planejamento de São Paulo colocará em discussão em fevereiro projeto para listar a Sabesp e a Nossa Caixa Nosso Banco no Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O governo continuaria com o controle das empresas, mas venderia parte das ações aos investidores de mercado. A proposta foi apresentada pelo ex-secretário da Fazenda Yoshiaki Nakano, na última reunião do Programa Estadual de Desestatização (PED).Para o secretário André Franco Montoro Filho, a pulverização das ações da Sabesp e da Nossa Caixa Nosso Banco, com a listagem no Novo Mercado da Bovespa, seria uma forma de melhorar a gestão das empresas e evitar a privatização. Se listadas no Novo Mercado, as companhias seriam obrigadas a cumprir regras de transparência e governança e seriam fiscalizadas pelos acionistas. "Com esse projeto, o governo transformaria estatais em empresas com controle público, o que evitaria o uso político indevido", disse. A expectativa inicial do governo é que, se aprovado, o processo de listagem de Sabesp e Nossa Caixa Nosso Banco no Novo Mercado seja concluído ainda neste ano. "A questão ainda não foi analisada a fundo, mas acredito que o que tem de ser feito não é tão complicado", afirmou Montoro. O projeto será discutido em fevereiro com a direção das duas empresas e com os secretários de governo das áreas em questão.

Agencia Estado,

19 de janeiro de 2001 | 18h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.