Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

SABMiller compra Bavaria da Colômbia por US$ 7,8 bi

O controle do grupo empresarial Bavaria, da Colômbia, foi adquirido pela cervejaria Britânica e australiana SABMiller pelo valor de US$ 7,8 bilhões. A partir desta operação, a SABMiller passa a ter forte presença no mercado sul-americano.O novo grupo vai competir na região com a InBev, que avaliou a possibilidade de comprar a Bavária, mas decidiu não fazê-lo por causada de questões relacionadas às regras locais de concorrência. Com esta transação, que foi qualificada como "fusão", o Santo Domingo Group (SDG), controlador da Bavária, passará a ter uma participação de 15,1% na cervejaria britânica.Reação do mercadoA Bolsa de Valores da Colômbia suspendeu as negociações com os papéis da cervejaria Bavaria na abertura desta terça-feira devido aos maciços pedidos de vendas. Quando os preços das ações de uma companhia local caem 10%, a Bolsa colombiana interrompe automaticamente a negociação dos papéis por, em geral, 30 minutos, embora a interrupção possa variar.Os papéis da Bavaria, que escalaram cerca de 70% desde janeiro quando os boatos sobre a venda tiveram início, fecharam em alta de 5,4% no pregão de ontem.O negócioA Bavária é a segunda maior cervejaria da América do Sul, com posições de liderança na Colômbia, Peru, Equador e Panamá. Suas principais marcas são a Águila, Cristal, Pilsener e Atlas, respectivamente. A nova empresa resultante da fusão da SABMiller e Bavária produzirá anualmente cerca 175 milhões de hectolitros e um faturamento anual de cerca de US$ 12,5 bilhões.Segundo a SABMiller, a América do Sul é uma das regiões mais importantes do ponto de vista estratégico para a indústria de cerveja, além de apresentar um dos ritmos mais fortes de crescimento de mercado no mundo. Após a conclusão do negócio, a SABMiller afirma que passará a ter uma posição de liderança na região, além de sua forte presença nos Estados Unidos, Europa, África e Ásia.

Agencia Estado,

19 de julho de 2005 | 12h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.