finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Sadia adere a selo nível I da Bovespa

A Sadia deve anunciar em breve sua adesão ao selo nível I da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Criada no fim do ano passado junto com o Novo Mercado, a etiqueta autentica a transparência da companhia e o respeito ao acionista minoritário. De acordo com o diretor financeiro e de relações com investidores da empresa, Luiz Murat Júnior, a medida tem como objetivo aprimorar a posição da Sadia como companhia de boa governança corporativa.Entre as exigências do nível I, está a divulgação do fluxo de caixa, que a companhia passou a fazer a partir do primeiro trimestre deste ano. Segundo os dados do período, o caixa líquido gerado pelas atividades operacionais foi de R$ 17,151 milhões e a variação líquida do caixa foi de R$ 3,821 milhões.Murat comentou que a participação no nível II "está mais distante da companhia" e o Novo Mercado fica inviável pela necessidade de que as empresas listadas tenham somente ações ordinárias (com direito a voto), o que não é o caso da empresa.No começo de abril, a companhia lançou American Depositary Receipts (ADRs), recibos através dos quais as ações da empresa são negociadas na Bolsa de Nova York, o que, de acordo com Murat, tem contribuído para aumento da liquidez (volume de negócios) das ações da empresa. Ele contou que, no período de 10 de abril a 18 de maio, os recibos americanos responderam por 7% do total movimentado pelas ações da empresa nos mercados de capitais. Nesse intervalo, os papéis giraram em média US$ 605 mil diários no mercado doméstico e US$ 50 mil nos Estados Unidos. Em janeiro de 1999, a média diária era de US$ 260 mil.

Agencia Estado,

04 de junho de 2001 | 09h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.