Sadia anuncia a segunda aquisição em duas semanas

A Sadia anunciou ontem a compra de 73,93% do capital da Baumhardt Comércio e Participações Ltda., controladora da Excelsior Alimentos (com participações de 80,1% do capital votante e 43,67% do total). A conclusão do negócio deve ocorrer até o dia 30 de março, após a auditoria legal do processo. As empresas não informaram o valor da transação. A Excelsior, com sede em Santa Cruz do Sul (RS), atua no ramo de presuntos, mortadelas e embutidos em geral, e tem presença mais forte na região Sul do País. A Sadia não estará obrigada a manter a marca Excelsior, após finalizada a compra.Essa é a segunda aquisição da Sadia este ano - a primeira foi a da Avícola Industrial Buriti Alegre Ltda., a Goiaves, por R$ 60 milhões, há pouco mais de uma semana. Em dezembro, a Sadia havia anunciado investimentos de R$ 1,6 bilhão em projetos novos e outros em andamento, e disse esperar que até 2009 esses investimentos gerassem uma receita adicional de R$ 3 bilhões.No ano passado, a Perdigão acertou a compra da Eleva e aumentou seu faturamento para US$ 3,3 bilhões, segundo a consultoria Economática. A Sadia, com faturamento de US$ 3,2 bilhões, ficou para trás.SucessãoA venda da Excelsior Alimentos para a Sadia foi a alternativa escolhida pelos acionistas da Excelsior para resolver a questão sucessória na tradicional produtora de embutidos. O diretor de Relações com Investidores da empresa, João Fernando Baumhardt, explicou que as quatro famílias de acionistas não chegaram a um consenso sobre a questão, optando pela venda do controle da holding Baumhardt Comércio e Participações, que detém 80,1% das ações ordinárias e 46,3% do capital total da Excelsior.A gestão já havia passado por uma mudança rumo à profissionalização em 1999, lembrou o executivo. Na diretoria, Baumhardt era o representante dos acionistas e o conselho de administração contava com um integrante indicado pelas famílias controladoras e dois externos. A Excelsior foi fundada em 1926 e produz 1,3 mil toneladas por mês de embutidos de suínos e aves (mortadela, lingüiça, salsicha, presunto e patê). A indústria tem 300 funcionários.Com distribuição em toda a Região Sul, o Rio Grande do Sul representa 80% das vendas do grupo. A Excelsior está entre as líderes de mercado em embutidos no Estado, disse Baumhardt, onde seus principais concorrentes são Sadia, Perdigão, Lebom e Penasul. O mercado de embutidos é pulverizado, mas tem participação relevante das grandes produtoras. A Excelsior não realiza abates e compra a matéria-prima necessária para seus produtos de fornecedores da Região Sul, eventualmente da própria Sadia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.