Sadia: industrializados puxaram alta no lucro

Os resultados da Sadia, que superaram as expectativas do mercado, foram beneficiados no mercado interno pelo segmento de industrializados. O segmento representou 83,9% do volume de vendas da empresa no mercado doméstico e 80,6% da receita. O volume e a receita foram 15% e 20,1% superiores ao primeiro trimestre de 2007, respectivamente. "A evolução no segmento de produtos industrializados reflete a estratégia de atender à demanda de todas as classes sociais, aliada ao aumento da renda da população", informou a empresa.Segundo o presidente da companhia, Gilberto Tomazoni, a Sadia conseguiu obter preços melhores no setor de industrializados, o que impulsionou o lucro líquido mesmo com o aumento dos custos dos grãos. O preço dos industrializados cresceu 4,4% na comparação com o primeiro trimestre de 2007. "A melhora do mix, o repasse dos custos e esforços na gestão colaboraram para a alta do lucro", disse em teleconferência. No primeiro trimestre, o lucro líquido foi de R$ 214,851 milhões, alta de 123,40% em relação ao mesmo período do ano passado.No segmento de aves, as vendas cresceram 3,8% no mercado interno, com aumento de preços de 2,8%. Com isso, a receita cresceu 6,7% no período. Em suínos, as vendas caíram 10,7% devido ao redirecionamento desta matéria-prima para produção de industrializados no mercado interno. O segmento de bovinos apresentou aumento de 188,7% no volume comercializado e 119,3% na receita. A alta foi causada pelo redirecionamento das exportações para o Brasil em razão do embargo europeu.No total, as vendas no mercado doméstico aumentaram 13,5%, em linha com a projeção de 12% a 14% de aumento para o ano. O preço médio cresceu 5,4% e a receita teve alta de 19,3%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.