Safra agrícola brasileira poderá ser 2,6% maior em 2014, preveem IBGE e Conab

Com destaque para a soja, agricultores brasileiros devem colher uma área de 56,2 milhões de hectares em 2014, 6,4% maior do que no ano passado

Idiana Tomazelli, Agência Estado

07 de agosto de 2014 | 09h14

Os levantamentos divulgados nesta quinta-feira, 7, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) preveem que a safra brasileira vai ficar na casa de 193 milhões de toneladas na passagem de 2013 para 2014, com alta de 2,6%. O destaque é para a produção de soja.

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de julho projeta uma safra agrícola de 193,2 milhões de toneladas em 2014, alta de 0,3% ante o levantamento de junho. Se confirmada, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas será 2,6% superior à produção de 2013, que foi de 188,2 milhões de toneladas.

Os agricultores brasileiros devem colher uma área de 56,2 milhões de hectares em 2014, um aumento de 6,4% em relação à área colhida em 2013 (52,8 milhões de hectares). Em relação à estimativa anterior, de junho (56,3 milhões de hectares), houve redução de 0,1%.

O arroz, o milho e a soja, três principais produtos, representaram juntos 91,1% da estimativa da produção (projetada em 193,2 milhões de toneladas) e por 85,0% da área a ser colhida. Em relação a 2013, espera-se aumento de 0,3% na área para o arroz, 8,6% para a soja e decréscimo de 0,7% na área a ser colhida com milho.

Em relação à produção, a estimativa é de expansão de 4,4% para o arroz e de 6,0% para a soja. Para o milho, a expectativa é de diminuição de 4,4% em relação a 2013.

Grãos. A produção brasileira de grãos em 2013/14 deve alcançar 193,47 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 2,6% (mais 4,81 milhões de toneladas) em comparação com a safra anterior (188,66 milhões de toneladas). O dado é do 11º levantamento de safra, divulgado hoje pela Conab.

Conforme a Conab, o maior destaque é a cultura de soja, que apresentou um incremento de 5,1% na produção, o equivalente a 4,16 milhões de toneladas. Os produtores de soja colheram nesta safra 2013/14 cerca de 85,67 milhões de toneladas da oleaginosa, em comparação com 81,50 milhões de toneladas em 2012/13.

O trigo também apresenta bom desempenho, com um aumento de 35,7% na produção, o que representa cerca de 2 milhões de toneladas. O crescimento dessa cultura se deve ao aumento de 20,7% na área plantada e às melhores condições climáticas, principalmente no Paraná. A safra 2013/14 do cereal está estimada em 7,50 milhões de toneladas ante 5,53 milhões de toneladas em 2012/13.

O feijão também teve boa participação, a partir da evolução da produtividade do grão, registrando um aumento de 635,9 mil toneladas, cerca de 22,7%. A safra total de feijão (são três ao longo do ano) está projetada em 3,44 milhões de toneladas, em comparação com 2,81 milhões de toneladas no período anterior.

O milho total (primeira e segunda safras) deve apresentar queda de 3,6% (cerca de 3 milhões de toneladas), alcançando 78,55 milhões de toneladas. Segundo a Conab, a redução é reflexo da diminuição da primeira safra, uma vez que o plantio da segunda safra se manteve estável. A primeira safra deve ser de 31,68 milhões de toneladas, queda de 8,4% ante 2012/13 (34,58 milhões de toneladas)

O total de área destinada ao plantio de grãos em 2013/14 deve alcançar 56,85 milhões de hectares, o que significa um aumento de 6,1% se comparado à área de 53,6 milhões de hectares da safra passada.

Tudo o que sabemos sobre:
safraproducao agricolasoja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.