Safra de grãos deve passar dos 120 milhões de t, diz IBGE

A safra brasileira de grãos deve ultrapassar 120 milhões de toneladas em 2003, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O instituto divulgou o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) realizado com informações coletadas em julho. De acordo com o IBGE, a quantidade prevista de safra para este ano deve ser 24,38% superior à de 2002, quando a produção brasileira atingiu 97,174 milhões. A estimativa é a sétima realizada em 2003 e supera a anterior, de junho, que previa uma safra de 119,729 milhões de toneladas. Entre os produtos analisados, as estimativas de produção de alguns produtos se destacaram, em relação à produção do ano passado. Houve elevações nas estimativas para 2003, em relação a 2002, em algodão herbáceo (3,75%), feijão em grão 1ª safra (1,98%), feijão em grão 2ª safra (32,33%), feijão em grão 3ª safra (8,49%), milho em grão 1ª safra (18,89%), milho em grão 2ª safra (84,47%), soja em grão (22,06%), sorgo em grão (107,25%) e trigo em grão (80,57%). A única variação negativa nas estimativas foi do arroz em casca (-2,02%). Segundo o IBGE, para a maioria dos produtos, a colheita da 1ª safra acha-se encerrada, podendo restar somente aquelas lavouras em que os plantios se realizaram muito mais tarde. Agora, o maior enfoque se dá no âmbito da safra de inverno e das segunda e terceira safras, nas quais o trigo, o milho 2ª safra e o feijão são os produtos mais representativos. No cômputo geral, para a safra de inverno, as culturas apresentam-se em condições normais no período (julho). O clima tem se mostrado favorável, de acordo com o instituto.

Agencia Estado,

28 de agosto de 2003 | 09h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.