Safra de grãos em 2005 será 2,54% inferior à de 2004

A quarta estimativa da safra nacional de grãos de 2005, divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta para uma produção de cereais, leguminosas e oleaginosas de 116,341 milhões de toneladas, ante os 119,369 milhões de toneladas na safra anterior. A apuração do IBGE, feita em abril, verifica uma redução de 2,54% em relação à safra de 2004, e de 2,63% em comparação à estimativa de março. A soja, maior produção entre os grãos, teve queda de 2,3% ante a previsão anterior, referente a março. Fenômenos meteorológicos, deficiência hídrica no período vegetativo e reprodutivo da cultura e chuva no período de colheita foram apontados pelo IBGE como os responsáveis pela queda na produção da soja em abril. Os efeitos negativos destas condições climáticas foram verificados com mais ênfase na redução da produção dos Estados do Paraná (-2,5%), Rio Grande do Sul (-14,8%) e Mato Grosso do Sul (-10,3%), sendo agora aguardadas produções de 9,3 milhões de toneladas, 2,6 milhões de toneladas e 3,8 milhões de toneladas em cada um dos Estados, respectivamente. Feijão e milho No Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de abril, também mereceram destaque as variações nas estimativas de produção com relação ao mês de março do feijão em grão de segunda safra (+4,39%) e do milho em grão de segunda safra (-17,81%). A variação positiva verificada na estimativa de produção do feijão foi atribuída pelo IBGE às primeiras informações do Estado da Bahia, o qual apresenta para esta temporada, acréscimos de 38% na produtividade e 31% na produção esperada, considerando a diminuição de 5% na área plantada em relação ao mês de março. Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, outros Estados produtores de feijão de Segunda safra, apresentam, respectivamente, decréscimos de 49% e 12% nas suas produções em conseqüência ao longo período de estiagem sofrido pelos seus principais municípios produtores. A carência de chuva também deve prejudicar o milho de segunda safra. Foram observadas pelo IBGE significativas retrações na produção estimada para o Paraná (-26%), Mato Grosso do Sul (-55%) e Goiás (-7%), sendo aguardadas produções de 2,3 milhões de toneladas, 840 mil toneladas e 650 mil toneladas, respectivamente nesses Estados.

Agencia Estado,

19 Maio 2005 | 10h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.