Sirli Freitas/Estadão
Sirli Freitas/Estadão

Safra deste ano será de 229,3 milhões de toneladas, queda de 4,7% ante 2017

Levantamento divulgado pelo IBGE também estima que a área a ser colhida em 2018 vai totalizar 61,3 milhões de hectares

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

10 Abril 2018 | 10h01

RIO DE JANEIRO - A safra agrícola de 2018 deve totalizar 229,3 milhões de toneladas, uma queda de 4,7% em relação à produção de 2017, o equivalente a 11,3 milhões de toneladas a menos. Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de março, divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

+ IPCA desacelera para 0,09% em março e é o menor do trimestre desde o Plano Real

O resultado, porém, é 2,0 milhões de toneladas maior que o estimado pelo levantamento de fevereiro, um aumento de 0,9%. Em 2017, a safra somou 240,6 milhões de toneladas.

Os produtores brasileiros devem colher 61,3 milhões de hectares na safra deste ano, uma elevação de 0,1% em relação à área colhida em 2017. A expectativa, porém, é 0,1% menor que o previsto no levantamento de fevereiro.

+ Moody's mantém rating do Brasil e muda perspectiva para estável

A produção nacional de soja será 0,4% menor este ano do que a obtida em 2017, segundo o levantamento. A área colhida, porém, deve aumentar em 2,6%.

A safra de milho deve encolher 12,4% em 2018, com queda de 6,6% na área. Já o arroz registra recuo de 5,5% na produção, e redução de 2,9% na área colhida.

O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos agrícolas do País, responsáveis por 93,1% da estimativa da produção brasileira em 2018 e 87,2% da área a ser colhida.

Em relação às estimativas de fevereiro, a produção de soja será 1,2% maior que o previsto. A colheita de milho de segunda safra será 1,7% superior. Já a produção de milho de primeira safra será 0,2% maior que o estimado em fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.