Safra menor no Brasil eleva açúcar

Os preços do açúcar subiram pelo segundo dia consecutivo, ontem, após a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) informar que o processamento de cana na região Centro-Sul do Brasil está 15% menor que na mesma época de 2010. O contrato outubro subiu 0,61%, para fechar valendo 31,13 centavos de dólar por libra-peso. Os números da Unica têm levado analistas a prever que a produção brasileira de açúcar poderá cair pela primeira vez em uma década.

Ana Conceição, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2011 | 00h00

Na semana passada, a consultoria Canaplan reduziu sua estimativa para 30 milhões de toneladas de açúcar, ante 33,5 milhões de toneladas em 2010/11, inferior à previsão da Unica, de 32,4 milhões de toneladas. O analista Paul Deane, do ANZ Bank, disse à agência de notícias que a projeção da Unica para o açúcar pode ser diminuída novamente, por causa do baixo nível de açúcar total recuperável (ATR) que tem sido registrado nesta safra. Nesta semana, a consultoria Kingsman também baixou sua projeção para a safra do Centro-Sul do Brasil, para 31,87 milhões de toneladas de açúcar. Antes, previa 33,78 milhões de t.

O impasse político em torno da elevação do teto da dívida dos Estados Unidos também tem provocado volatilidade nos mercados de commodities, que oscilam acompanhando as variações do dólar. Em Chicago, os preços do trigo subiram. O contrato setembro avançou 1,51%, para US$ 7,0450 por bushel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.